quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

ANSIEDADE, PORQUE ME CONSOME?

Consome com uma angústia que não cabe no peito
Que deixa o corpo inquieto
Os pensamentos fica em aflito
A mente fica em conflito

Oh! Ansiedade que me deixa preocupada
Com preocupação exagerada
Que deixa o corpo toda abalada,
Provocando ritmo cardíaco acelerado

Mas, um dia eu quero pensar
Que no meu sonhar
A minha mente vai imaginar
Que um dia essa ansiedade vai se autocontrolar

Ansiedade, Ansiedade, Ansiedade...
Porque me consome?
Quando me deito para dormir minha mente
Transborda informações de repente
Meu sono acidentalmente
Desaparece!!

Autora: Izabela de Aquino Taugino